Quem sou eu

Minha foto
Coach com formação reconhecida pela European Coaching Association, Behavioral Coaching Institute, Global Coaching Community e International Assication of Coaching, graduado em Processos Gerenciais e graduando em Psicologia. Co-autor do livro “’Coaching para alta performance e excelência na vida pessoal.” Atuou em empresas como Itautec, SESI e Connex. Presta consultorias e palestras com foco em Coaching de Carreira e Coaching Financeiro.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O verão está chegando, e agora?


A qualidade de vida dos moradores do norte da ilha vem vem se deteriorando ao longo dos anos e isso se acentua sazonalmente quando chega o verão. Essa constatação é visível, quando analisamos o trânsito diário na SC 401 nos finais de tarde, o esgoto a céu aberto que se tornou o rio Capivari, a precariedade de acesso ao mar em toda orla, entre a rua das Gaivotas até o Santinho, a falta de parques públicos para nossas crianças brincarem, o transporte coletivo caótico, o preço elevado dos combustíveis dos postos localizados no norte da ilha. Ganhamos algumas poucas melhorias estruturais, como o calçadão da SC 403, a reforma da principal via de Canasvieiras e o revestimento asfáltico do famoso travessão do Rio Vermelho, muito pouco pelo tamanho da nossa região e sua importância para a cidade. Nosso comércio sobrevive e tenta encontrar fôlego com algumas boas iniciativas, mas ainda não é o suficiente e portas se abrem e se fecham durante o ano. Falta o investimento público, que deveria oferecer mais equipamentos para incentivarem os pais a saírem às ruas com seus filhos, como parques e quadras poliesportivas, uma ciclovia realmente decente e devidamente caracterizada como tal. Ficamos por enquanto assim, contamos com o verão para sobreviver financeiramente, mas não o suportamos mais, não suportamos o trânsito, o transporte público, a falta de balneabilidade das praias, a falta de opções de lazer, a falta de esgoto, a falta de água. O verão está chegando e com ele nosso gosto e desgosto.

2 comentários:

Prof. André Lage disse...

E ai Renato, blz? Muito bom seu blog e já add nos meus favoritos. Esse ano quase mudei pra Floripa e lendo sua crônica fico triste em pensar que esse paraíso anda tão mal cuidado. Em Floripa há algum tipo de plano diretor com orçamento participativo ou não? Não sei como funciona a adm. publica ai, por isso pergunto. Mas sabemos que com um pouco de boa vontade dos governantes tudo seria mais facil ne.
abs

André

Re_Roc disse...

Prof. André, não temos orçamento participativo na cidade, mal temos um plano direto! O problema é grave, mas a cidade continua bela!